Páginas

16 de janeiro de 2015

Queda de cabelo - Tratamento

Olá galera, tudo certo?

Bom hoje vou contar pra vocês como estou cuidado do meu problema com queda de cabelo.
Se você também tem esse problema, vem comigo!



Meu cabelo sempre caiu bastante, principalmente no banho, porém, de um tempo pra cá, percebi que ele andava caindo demais, então eu achei que poderia ser o excesso de tintura, então como eu já estava achando que a tintura já tinha maltratado meu cabelo demais, decidi pintar de preto pra deixar ele descansar um pouco. E foi o que fiz, pintei de preto e cortei na altura dos ombros, e agora estou somente cuidando, pra que ele se reabilite.

Mas a única coisa que não melhorou foi a queda, e como o cabelo agora está preto (era vermelho), consigo enxergar realmente o tanto que cai, então comecei a me preocupar, mas ainda esperei um pouco, pois ainda tinha em mente que poderia ter sido ainda da ultima tintura que apliquei. Mas dai se passou já um mês que pintei, e a queda não diminuía, muito pelo contrário parecia que estava piorando. Não sei se pirei por estar preocupada, mas parecia que a cada vez via mais cabelos no chão.

Decidi então, como tudo, ah loca, fui na farmácia e perguntei a uma farmacêutica se ela me aconselharia algum medicamento para tratamento da queda de cabelo, que eu pudesse comprar sem prescrição. E ela bem atenciosa me indicou vários, porém, disse que tinha uma que todo mundo gostava mais, e falava muito bem. Haar-Intern é o nome do medicamento, eu não exitei em nenhum estante e falei vou levar! (desesperada será?)



No mesmo dia tomei um, e orei pra dar certo logo. (haha) Já fazem 7 dias que eu estou tomando o medicamento, e meninas, vou direto e reto no assunto. É PERFEITO!!!! nossa em 7 dias, meu cabelo já parou de cair horrores, acho que de 100% posso dizer que j parou de cair uns 80%´, e isso mais pelo banho mesmo, porque quando ele está seco posso dar até 90%.

Sobre o medicamento:

O que é:
Se trata de um polivitamínico;

Composição por comprimido:
Acetato de Retinol (Vitamina A) - 3000UI
Cloridrato de Piridoxina (Vitamina B6) - 10g
Cloridrato de Colecalciferol (Vitamina D3) - 200UI
(Excipientes: estearato de magnésio, talco. amido de milho, fosfato bicálcico, hidroxipropilmetilcelulose, corante vermelho nº 3 laca, dióxido de titânico, polietilenoglicol 6000)

Para que é indicado:
Tratamento e profilaxia de hipovitaminoses A, B6 e D3.

Como ele funciona:
Atua em ação conjunta conforme as propriedades funcionais de cada vitamina, responsáveis pelos efeitos benéficos no aporte de hipovitaminoses A. B6 e D3. A vitamina A (acetato de retinol) é essencial para a função normal da retina, além de esta envolvida no crescimento dos ossos, funções ovarianas e testiculares, desenvolvimento embrionário e na regulação do desenvolvimento e diferenciação do tecido epitelial atuando na manutenção da pele e mucosas. O colecalciferol (Vitamina D) contribui para a manutenção dos ossos, pois é necessário para a absorção do cálcio nos ossos. Importante para a manutenção dos níveis adequados de cálcio e fósforo do sangue. A vitamina B6 (piridoxina) atua principalmente no metabolismo dos aminoácidos e dos carboidratos. Está, também, envolvida na formação do GABA, no Sistema Nervoso Central, sendo que este atua na regulação das atividades neuronais. Além disso é necessária para a formação da hemoglobina.

Quando não usar:
O uso é contraindicado em em pacientes com antecedentes de hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula e no tratamento de hipovitaminoses específicas graves. Haar-Intern, não deve ser utilizado em pessoas com hipervitaminose A, hipercalcemia e síndrome da má absorção. Também está contraindicado em pacientes com lupus eritematoso sistêmico. Parkinsonianos em tratamento com levodopa pura não devem fazer uso de Haar-Intern, pois a vitamina B6 presente na formulação interfere com o tratamento especifico.
Contraindicado para menores de 12 anos.
Não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

É bom saber antes de utilizar:
Gravidez: este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.
Interações medicamentosas:
A interação entre Haar-Intern e os medicamentos a seguir são desaconselhadas. Procure o médico para maiores esclarecimentos. Haar-Intern interage com: amiodarona; anticoagulantes cumarínicos ou indandiônicos; cetoconazol; corticosteróides; derivados do retinol; fenitoína; fenobartital; levodopa; cloranfenicol; etionamida; hidralazina; imunossupressores; isoniazida; penicilamina; digitálicos; antiácidos contendo alumínio e magnésio; anticonvulsivantes hidantoínicos e barbitúricos; preparações contendo altas doses de cálcio; diuréticos tiazídicos; colestiramina; neomicina; orlistat; óleo mineral; minociclina e teofilina.
Interações com exames laboratoriais:
As vitaminas A e D podem apresentar  resultados falso positivos para as determinações de colesterol sérico. As vitaminas A e B6 também podem apresentar resultados falso negativos para as determinações de bilirrubina com reagente de Ehrlich.
Informe ao seu médio ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Como usar:
Deve ser administrado 1 comprimido pela manhã e 1 á noite, ingeridos com auxílio de um pouco de líquido.
Risco de uso por via de administração não recomendada: Não há estudos dos efeitos de Haar-Intern administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.
Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Se eu esquecer de tomar:
Quando houver esquecimento, tomar uma dose normal no próximo horário, não sendo necessário suprir a dose esquecida.

Quais os males que pode causar:
Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): náusea, vômito, diarreia, constipação, sensação de calo e rubor na face e reações de natureza alérgica.

*Bula aprovada pela ANVISA em 02/05/2014



Tirei todas as informações da própria bula do medicamento. Eu particularmente não fui ao médico primeiro para saber se poderia ou não tomar, mas indico que se você já teve problemas com outros medicamentos, como alergias, ou alguma contraindicação citada acima, v´ao seu médico e peça a prescrição deles, para que você não acabe tendo reações ruins com a utilização.

Vem dentro da caixinha 3 cartelas cada uma com 20 comprimidos, e como informado acima você vai tomar 2 por dia, 1 pela manhã e outro pela noite. Estou fazendo exatamente assim, e tenho adorado muito o resultado. O sabor dele não é dos melhores, você tem que por na boca e engolir logo, mas nada que atrapalhe.

E a cor é bem intuitiva né meninas (haha).

Se alguém já tomou me conta o que achou, como foi seu tratamento. E se alguém começar a tomar me conta se está dando certo pra você também.

Um super beijoo!!!